Terça-feira, 3 de Junho de 2008

A História do Lucky

Desde criança que sempre quis ter um cão. Fui crescendo e a vontade continuou sempre a mesma. Até aos 17 anos esse meu desejo ainda não se tinha concretizado, porque como vivo num apartamento e gostava de ter um cão de porte médio/grande, as condições não eram as necessárias para um animal dessa envergadura e a disponibilidade para ir com ele a rua quando fosse preciso também não era muita.

Esta vontade nunca desapareceu, e este ano como vos temos vindo a dizer, desenvolvemos um projecto, no âmbito da disciplina de A.P, com o intuito de reconstruir o canil de Setúbal e assim iríamos ter mais contacto com os animais da nossa cidade.

O nosso primeiro contacto com cães, no âmbito do projecto foi junto ao Lidl de Setúbal onde uma ninhada tinha nascido há pouco tempo. A ninhada quando lá chegamos era constituída por 5 cãezinhos, tendo alguns morrido entretanto ou tendo sido levados. Na ninhada existia uma cadela da qual eu gostei muito e da qual falei à minha mãe, que quando a viu também gostou muito. Falámos com os meus avós que como vivem numa vivenda tinham condições para a ter e eles aceitaram. Quando voltámos dias depois ao local onde eles estavam, já não se encontravam lá, e foi-nos dada a informação que os tinham levado para o canil.

Semanas depois dirigimo-nos ao canil, com a intenção de salvar os 4 restantes da ninhada, pois se não fossem levados do canil num certo prazo eram abatidos.

Quando fomos novamente ao canil era com a intenção de a trazer para casa, mas quando lá chegamos já lá não estavam e foi-nos dada a informação que tinham sido todos adoptados. O meu desejo estava prestes a realizar-se mas ela já lá não estava. Fiquei triste, e então como tinha a aprovação de todos para trazer um cão, a minha mãe disse-me para ver se não estava outro animal no canil que eu gostasse de trazer. Andamos a ver e encontramos cães bebés muito bonitos, e foi ai que encontrei o meu Lucky. Tinha cerca de 2 meses, cheirava muito mal devido ao cheiro fétido do canil e estava faminto. Foi para casa dos meus avós, e a minha mãe ia lá praticamente todos os dias vê-lo e eu ia quando podia devido à escola.

Foi crescendo e tornou-se um traquina, muito sociável e esta agora com 5 meses. Tenho pena de não puder estar mais tempo com ele, mas agora que as férias se aproximam já terei mais tempo disponível. Está numa fase muito brincalhona e é muito bonito. Finalmente o meu desejo concretizou-se!!

 

                                                                  Mara (membro do grupo)

 

Deixo-vos aqui umas fotos para ver como ele é, agora já um bocadinho mais velho que aqui:

 

 

                              

 

 

                              

 

 

 

 

publicado por Proteccao dos Animais às 23:22
link do post | comentar | favorito
|

.Nós...

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Divulgação do Poster e do...

. A História do Lucky

. Visita do DoggyClube

. Exposição na Biblioteca d...

. Visita ao canil (dia 13.0...

. Declaração Universal dos ...

. O Canil....

. "Adopta-me"

. CCC on the Road

. Visita a uma Associação d...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Visitas..

Texas Jones Act
Texas Jones Act Counter
blogs SAPO

.subscrever feeds